4 Dicas para Superar a Ansiedade Após um Trauma

 

Olá, seja muito bem vindo(a) ao blog do Joeverton Rodrigo, e hoje vamos falar sobre um assunto super interessante, Dicas para superar a Ansiedade após um trauma, então vamos em frente… Você pode conferir o Vídeo Abaixo e ler o post para entender melhor o que estou falando.

 

 



Como superar a Ansiedade Após um Trauma Dê o player Abaixo para ver o vídeo


>> Clique Aqui e conheça uma Tratamento para te Ajudar a Entender e Controlar Ansiedade e Pânico <<


Depois de Passar por uma situação de muito medo, estresse, confusão ou doença por exemplo, é comum desenvolver a chamada “ANSIEDADE APÓS UM TRAUMA”. Ou seja a pessoa Passa a reviver todo aquele fato novamente na sua mente, sempre que pensa ou entra em contato com aquilo que te gerou medo.

Na atualidade com a violência que vem crescendo infelizmente em nosso país, é comum a pessoa ser assaltada, ou passar por alguma situação de medo no trânsito por exemplo, e depois dessa situação a pessoa não consegue mais voltar a fazer tudo o que fazia antes, se priva da vida e algumas pessoas tem muita dificuldade para superar esse fato.

Bom uma das explicações para isso acontecer está na janela da memória, todo fato que acontece na nossa vida é guardado em uma janela da memória, se são fatos bons são muito bem vindos e só irá fazer bem a pessoa, se é um fato sem muita importância não vai atrapalhar em nada a vida da pessoa, porém se esse fato vier acompanhado de medo muito grande, vergonha como por exemplo numa situação de vexame na frente de várias pessoas, por estar sendo acompanhado de um sentimento muito forte, esse fato será gravado negativamente de uma forma mais forte, e se tornará uma janela da memória com conteúdo negativo, a chamada janela Killers. Bom eu explico mais sobre o funcionamento dos pensamentos e da memória nesse artigo aqui  <<

O importante saber nesse momento é que essas janelas negativas, bloqueiam a criatividade e a inteligência dessa pessoa, transformando assim o seu próprio pensamento em uma prisão invisível que só existe na mente da pessoa, então vamos lá quatro dicas simples que você deve fazer para sair dessa situação.



4 Dicas Para Ajudar a Superar um Trauma

1 – Não se isole
Após um trauma, talvez você queira retirar-se outros, mas o isolamento torna as coisas piores. Os outros vão ajudá-lo a se curar, então faça um esforço para manter seus relacionamentos e evitar passar muito tempo sozinho.

2 – Peça Apoio
Pedir apoio é importante falar sobre seus sentimentos e pedir a ajuda que precisa. Confesse seus sentimentos para um membro de confiança da família, amigo, conselheiro.

3 – Participar de atividades sociais
mesmo se você não se sentir bem com ela. Fazer as coisas “normais” com outras pessoas, coisas que não têm nada a ver com a experiência traumática. Se você já se retiraram de relacionamentos que antes eram importantes para você, fazer um esforço para se reconectar.

4 – Grupo de Apoio
Participe de um grupo de apoio a sobreviventes de trauma. Estar com os outros que estão enfrentando os mesmos problemas podem ajudar a reduzir o sentimento de isolamento e ouvir como os outros podem ajudar a lidar com o problema.

Bom é isso espero que tenha gostado, se gostou dê um curtir e comente abaixo, Para saber mais informações de como superar a Ansiedade clique aqui

Você pode Também me CHAMAR NO WHATSAPP para que possamos conversar e eu te direcionar ao melhor tratamento, CLIQUE AQUI e fale Diretamente comigo.


Forte Abraço do Joeverton Rodrigo
e nunca esqueça o sucesso está na sua mente

como tratar ansiedade naturalmente

About The Author

joeverton Rodrigo

Joeverton Rodrigo é Terapeuta Quântico, Especialista em Ansiedade e Pânico, começou a pesquisar o tema depois que passou por crises de Ansiedade. Escritor de Livros Sobre a Mente Humana, Pesquisador e Curioso por Natureza. Joeverton Criou o Método CDA, um tratamento para Ansiedade e Pânico, o tratamento tem ajudado dezenas de pessoas a livrar-se da Ansiedade, seu sonho é fazer com que Seu tratamento chegue ao maior número de pessoas possível.